top of page
  • Foto do escritorPrefiro Consórcio

Três formas de construir patrimônio com o consórcio



Para construir um patrimônio através do consórcio é necessário, algumas estratégias importantes, como por exemplo a que chamamos de “Projeto Alavancagem”, que consiste basicamente em se aproveitar do crédito barato do consórcio para conseguir comprar diversos imóveis, mesmo que sua renda seja baixa.

Para te ajudar a entender como funciona cada uma dessas três estratégias e obter sucesso no seu investimento, ou na sua compra, apresentamos abaixo algumas dicas valiosas, que vão te auxiliar. Lembrando que vale tanto para quem já tem um consórcio, quanto para quem pensa em adquirir um.


A partir do momento em que você decide adquiri um consórcio, já está automaticamente construindo seu patrimônio, através do planejamento da sua compra, feito mês a mês. Isso evita que parte da sua renda vá para outras finalidades e possibilita que você potencialize seus resultados.


Ao seguir rigorosamente essas três estratégias, certamente você conseguirá obter êxito no seu propósito. Veja a seguir, quais são:


Técnica da autoquitação: Uma técnica que consiste em entrar num grupo de consórcio imobiliário, ir pagando as parcelas mensais, e ao ser contemplado, comprar um imóvel e colocar para locação. Com isso, o próprio valor do aluguel, automaticamente paga as parcelas para você.


Vale lembrar que o consórcio tem reajuste de parcela, porém, o aluguel também será reajustado pelo mesmo índice. Ou seja, não é algo que traga preocupação, Além do mais, essa é uma estratégia interessante, pois te possibilita comprar um imóvel, basicamente, pela metade ( ou menos da metade), do seu valor.


Exemplo: Em um consórcio de R$ 300 mil aonde sua cota é contemplada antes do término do plano, (quando pagou apenas R$ 50 mil por exemplo), significa que o imóvel custou esse valor, uma vez que o restante se pagará sozinho.


É importante destacar que, conforme sua primeira cota for contemplada e você alugar a propriedade, pode reiniciar o ciclo e fazer um outro consórcio, repetindo assim, quantas vezes desejar, o que vai te ajudar ainda, a ter uma renda mensal objetivando uma possível aposentadoria ou até mesmo reinvestir.


Efeito Bola de Neve: Enquanto na estratégia anterior você, você faria um consórcio de R$ 300 mil, aqui você consegue identificar a sua capacidade de pagamento mensal e fazer o máximo de cotas que conseguir. Ou seja, ao invés de fazer uma cota de R$ 300 mil, você pode fazer 6 cotas de R$ 50 mil. A estratégia é fazer o máximo de cotas possíveis, no mesmo grupo, para aumentar suas chances de ser contemplado no sorteio ou no lance fixo.


E qual é o segredo aqui?


Ao contemplar uma dessas cotas, você não vai comprar um imóvel e colocar para alugar como fez anteriormente, mas sim vender essa sua cota contemplada e pedir um ágio em cima, ou seja, uma remuneração por contemplar esse consórcio. Após esse processo você irá fazer duas novas cartas de consórcio, sendo uma com o poder de compra que você voltará a ter. Já que vendeu aquela carta e não vai precisar mais pagar suas parcelas, e outra que vai pagar com o lucro que teve na venda da primeira.


Por isso a estratégia é chamada, ‘bola de neve’, porque a cada cota contemplada, você levanta mais capital de giro e vai construindo mais patrimônio. Depois de um tempo, basta você aplicar a estratégia anterior: comprar um imóvel com uma (ou duas das suas cartas) ou sacar o seu lucro de uma das vendas para aproveitar um pouco a vida.


Alavancagem: Essa é uma estratégia que vai exigir um pouco mais de você. Nesse caso, para aplicar você já precisa ter um imóvel no seu nome ou algum outro bem de maior valor agregado. A ideia é se aproveitar do crédito barato do consórcio para comprar um ativo. Lembrando que ativo vai ser tudo que coloca dinheiro no seu bolso, enquanto o passivo é tudo aquilo que ira.


Exemplo: Se você usar o poder de barganha que a sua carta de crédito te dá, e negociar veículos, por exemplo, com um preço mais em conta para revendê-los depois — vai ser um ativo. Agora, se for para usar no seu dia a dia, vai ser um passivo.

É importante salientar que, essa mesma ideia vale para imóveis e empreendimentos — as possibilidades aqui são infinitas e vai depender da sua expertise em transformar o crédito barato do consórcio em mais dinheiro.


Dica extra da Prefiro Consórcio: Faça uma cota no mesmo valor do bem que já tem, ou seja, se você tem um imóvel avaliado em R$ 500 mil, comece em um grupo de consórcio de R$ 500 mil também, ou dependendo do caso, numa cota um pouco maior, visando dar um lance embutido.


Quer saber mais sobre como construir seu patrimônio com consórcio? Entre em contato com a gente!





6.772 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page